Pague a anuidade de 2021 antes de maio e evite juros e multas

O Conselho Federal de Contabilidade prorrogou, para o dia 31 de maio, o prazo de vencimento das anuidades do exercício de 2021 e demais débitos objetos de parcelamentos em vigor. De acordo com a Deliberação CFC nº 12, de 26 de março de 2021, a parcela decorrente de parcelamentos já realizados, referentes à anuidade de 2021 ou de exercícios anteriores e a débitos de qualquer natureza, com vencimento a partir de 26/3/2021, será prorrogada para 31 de maio de 2021. Leia a deliberação no site do CFC

De acordo com a Resolução CFC n.º 1.605, de 26 de novembro de 2020, do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), os valores da anuidade 2021 são os seguintes:

Anuidade 2021 - Pessoa Física
CONTADOR
R$ 562,00
Técnico em Contabilidade
R$ 503,00

 

  Eirelli  Sociedades
SLU 2 sócios 3 sócios 4 sócios Acima de 4 sócios
Vencimento 31/03/2021 R$ 279,00 R$ 279,00 R$ 562,00 R$ 844,00 R$ 1.128,00 R$ 1.410,00


A anuidade de 2021 pode ser parcelada em até 18x no cartão de crédito com juros, acesse o link abaixo
 para emitir o boleto à vista e em seguida acesse www.crcam.org.br/cartao-credito para parcelar no cartão de crédito.

Anuidade 2021 de pessoa física: www.crcam.org.br/anuidade-2021-pf
Anuidade 2021 de pessoa jurídica: www.crcam.org.br/anuidade-2021-pj
Link para simular o parcelamento no cartão de crédito: https://online.vamosparcelar.com.br/consulta/simulador/crcam.org.br

1. Se requerido o parcelamento e paga a primeira parcela até 31/05/2021, as demais parcelas com vencimento após esta data, serão atualizadas, mensalmente, pelo IPCA.
2. A anuidade de 2021 poderá ser dividida em até três parcelas mensais. Se o profissional da contabilidade e/ou sociedade contábil quiser parcelar em mais vezes, poderá fazê-lo somente fazendo uso do seu cartão de crédito.
3. Ao profissional caberá o custeio dos encargos decorrentes do pagamento por meio de cartão de crédito.
4. No caso de atraso no pagamento de parcela, incidirão os acréscimos legais.
5. As anuidades pagas e os parcelamentos requeridos após 31 de março de 2021 terão seus valores atualizados mensalmente pelo IPCA e acrescidos de multa de 2% (dois por cento) e juros de 1% (um por cento) ao mês.